8 de Março: Lembrete de luta
25 March 2019 - belohorizonte

No mês de Março a discussão acerca da igualdade de gênero ganha força devido ao Dia Internacional da Mulher, e o Impact Hub trouxe a oportunidade de diálogos sobre o tema para nossa comunidade – feminina e masculina!

Dia das Mulheres

Atualmente, 8 de março se tornou uma data comercial, mas sua história revela profundidades políticas e sociais que vão muito além de homenagear as mulheres. Apesar de grande parte das pessoas relacionar a data ao incêndio em Nova York, quando 125 mulheres trabalhadoras morreram, o que trouxe à tona as más condições de trabalho na Revolução Industrial, registros mostram que tudo teve início em 1909, com a grande passeata das mulheres, também em Nova York.

Na América e Europa, a questão da luta feminina por direitos iguais tomou força nas primeiras décadas do século, principalmente dentro de movimentos socialistas. Assim, nasceu a necessidade de reservar um dia para que, anualmente, todos se levantassem pelos direitos das mulheres.

Igualdade de Gênero

O Impact Hub trabalha com base nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, e este mês, aproveitando que os holofotes estão todos virados para as mulheres, foi a vez da ODS 5: Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas.

Abrimos espaço para uma discussão acerca da igualdade de gênero em três diferentes momentos durante o mês. Foram três eventos em que o assunto foi abordado com diferentes públicos e locais de fala, mas que, ainda assim, se complementaram.

Reunimos empreendedoras para um bate-papo sobre as dificuldades que as mulheres encontram nessa área esmagadoramente masculina no Mulheres de Impacto. Tivemos convidadas incríveis aqui, como a Pollyanna Abreu e Marina Mendonça, da Não Era Amor, que trabalha com vítimas de relacionamentos abusivos, a Jussara Rocha, da Raízes, que trabalha com turismo sustentável e empoderamento feminino, e a Priscila Gama, da Malalai, que trabalha com instrumentos de proteção à violência. As meninas se abraçaram em um evento que, além de abrir espaço para a discussão dessa área, promoveu conexões e estabeleceu a palavra-chave entre elas: sororidade.

Além disso, os homens participaram de forma ativa nessa discussão. Uma roda mista com o tema “Como os homens podem colaborar na construção de uma sociedade mais equânima sob o ponto de vista do gênero?” reuniu eles e elas para uma conversa sobre desconstrução, local de fala e a forma como o machismo não afeta só as mulheres. Dispostos a se desconstruir acerca da masculinidade tóxica, a Peixaria é um grupo de homens criado com o objetivo de ser um lugar seguro para o debate sobre questões do cotidiano normalmente espinhosas para eles. Com o apoio do grupo, o evento foi guiado pelo documentário “Precisamos falar com os Homens? Uma jornada pela igualdade de gênero“.

Já no Dia Internacional da Mulher, o Impact Hub Belo Horizonte reuniu a comunidade para ressaltar a importância de se posicionar diante da luta a favor da igualdade de gênero. Com uma brincadeirinha de “homem usa rosa e mulher usa azul”, nós tivemos um dia de reflexão e muito engajamento acerca das dificuldades que ainda encontramos para alcançar essa ODS tão importante.

Estudos feitos pelo Instituto Europeu para a Igualdade de Gênero mostram que, na Europa, a expectativa é que demoremos cerca de 70 anos até alcançar a Igualdade de Gênero. Grande parte de nós não estará mais aqui para ver isso! No entanto, ainda podemos mudar esse número. Trabalhando eficientemente e levantando a bandeira dessa luta, nós podemos oferecer às gerações atuais um mundo melhor. Vamos nessa?

Compartilhar: